A realização de um projeto, que consiste em fornecer um ambiente adequado para diversas pessoas, necessita atender todas as normas de seguranças exigentes, para prevenir possíveis acidentes, como é o caso de incêndios.

Identificando essa necessidade, é primordial se atentar sobre uma série de procedimentos que qualificam e otimizam o tempo de reação quando precisa ser utilizado imediatamente.

Ou seja, métodos direcionados para atender incêndios ou até mesmo identificações, que facilitam a mobilidade correta e, também, equipamentos apropriados para que não ocorram alteração na distribuição de energia elétrica.

A prevenção de incêndios, é uma atividade proposta pelas Normas Regulamentadoras, que orientam sobre as regras complementares de segurança e saúde no trabalho, apresentadas no art. 200 da CLT.

Essas exigências são aplicadas sobre a adequação de portas e paredes, assim como, corredores e locais de circulação.

Todos esses cuidados têm o intuito da composição do projeto de prevenção e combate a incêndio e pânico, que mobiliza integridade tanto para as pessoas quanto para a estrutura do ambiente.

Principais cuidados para facilitar os problemas com incêndio

  • proteção contra incêndio;
  • saídas para a rápida retirada do pessoal em serviço, em caso de incêndio;
  • equipamentos adequados para prevenção e combate de incêndio em seu início;
  • pessoas capacitadas no uso correto desses equipamentos.

Conforme dados divulgados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, verifica-se que ocorrem anualmente no Brasil mais de 267.000 incêndios.

São mais de 700 ocorrências por dia em todo o território nacional, custando a vida de cerca de 1.000 pessoas por ano, registrando um dos maiores índices de fatalidades.

Por causas relacionadas a falta de combate a incêndio, verificadas em todo o mundo. Além disso, o Instituto Sprinkler Brasil (ISB) realizou um levantamento que identifica que, em 2017, foram contabilizadas 724 ocorrências de incêndio estruturais.

Estas noticiadas pela imprensa. Dentre as diferentes categorias de estruturas, a que registrou o maior número de notícias na imprensa, foram os estabelecimentos comerciais (lojas, shopping centers e supermercados).

Com 286 registros, seguida por indústria, com 153 reportes. Visualizado esses dados, é possível analisar quais são os problemas que precisam ser monitorados para impedir que esses números se elevem a cada ano.

Cuidados para a prevenção de acidentes na sua estrutura

Um dos setores que utilizam recursos que podem ocasionar esses tipos de problemas é o industrial. Por isso, é possível contar com uma série de mecanismos, que neutralizam esses processos.

Contando com procedimentos, que neutralizam a elevação de temperatura adequada para cada atividade. O aquecimento industrial, por exemplo, tem como função otimizar a troca de calor de elementos como a água e óleos.

Garantindo assim, a boa utilização nesse setor. A sua instalação é comum em estufas, secadores, dutos de ar especiais como também em outros equipamentos.

O combate ao incêndio pode ser realizado com o auxílio de diversas apropriações, principalmente, naqueles locais com um estrutura ampla.

É preciso sempre ter a certeza que dispositivos estejam adequados, quando alguma ocorrência seja detectada e necessite da ação rápida de cada componente. A manutenção é uma atividade, que tem como resultado, promover melhores medidas de segurança.

A calibração de equipamentos, de acordo com o Vocabulário Internacional de Termos Fundamentais e Gerais de Metrologia (aprovado pela Portaria INMETRO Nº 029/95), é o mecanismo de atuações que fornece, mediante direcionamentos minuciosos, a relação entre os dados determinados por um item de medição.

Sistema de medição ou valores, representados por uma medida materializada ou material de base e os valores direcionados as extensões estabelecidas por padrões.

Ainda sobre a calibração de instrumentos o especialista, engenheiro mecânico e gerente de Laboratório do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Estado do Amazonas (IPEM/AM), Diego Freitas da Silva, define:

“De maneira muito simples, podemos dizer que “calibrar” significa colocar um instrumento de medição em condições de utilização, por meio da comparação dos valores das medições fornecidos pelo instrumento, com os valores padrão, aplicando-se quando necessário, o ajuste ou regulagem”.

Contudo, são diversos os cuidados que precisam ser tomados, diante das avaliações dos órgãos competentes, que estabelecem controle sobre o que os estabelecimentos estão se atentando.

Para o afastamento do perigo em seu local, tanto o certificado de calibração, como outros documentos são emitidos.

Para assegurar uma conscientização completa, sobre a consolidação de estruturas que vão acomodar determinada parte da população de cidades, estados e países adequadamente.