Tag Aquecimento de piscina

Planejamento Financeiro: Saiba quanto você pode gastar antes de começar a construir

Quando decidimos construir nossa casa dos sonhos, é natural ficarmos empolgados com o projeto. No entanto, antes de colocar as mãos na massa, é essencial fazer um planejamento financeiro sólido. O primeiro passo é determinar quanto você pode gastar. Isso envolve analisar suas economias, receitas e despesas mensais. 

Calcule seu orçamento disponível e defina um valor máximo para a construção.  Lembre-se de considerar não apenas os custos da construção em si, mas também os gastos com terreno, mão de obra, materiais, licenças e taxas legais. Além disso, reserve um valor para eventuais imprevistos ou despesas extras que possam surgir durante o processo.

Ter um planejamento financeiro sólido ajudará você a ter uma visão clara do que é viável e evitará que você se endivide além do necessário. Lembre-se de que a construção de uma casa é um investimento significativo, portanto, é importante fazer escolhas inteligentes e equilibradas para garantir um resultado satisfatório.

1- Orçamento Detalhado: Faça um levantamento de todos os custos envolvidos na construção

Uma vez que você tenha estabelecido seu orçamento máximo, é hora de fazer um levantamento detalhado de todos os custos envolvidos na construção da sua casa.

Comece pesquisando os preços dos materiais de construção. 

Faça uma lista de todos os itens necessários, desde tijolos e cimento até fios elétricos e torneiras. Certifique-se de incluir também os custos de entrega dos materiais. Além disso, leve em consideração os gastos com mão de obra. 

Consulte diferentes empreiteiros e peça orçamentos detalhados. Compare os preços e a reputação dos profissionais antes de tomar uma decisão.

Não se esqueça dos custos adicionais, como licenças e taxas legais. Dependendo da região, você pode precisar obter permissões especiais para construir. Verifique com as autoridades locais quais documentos são necessários e quanto eles irão custar. Um orçamento detalhado ajudará você a ter uma visão clara de quanto será gasto em cada aspecto da construção. Isso permitirá que você faça ajustes conforme necessário e evite surpresas desagradáveis ao longo do caminho.

2- Priorize os Gastos Essenciais: Identifique quais itens são prioritários para evitar gastos desnecessários

Quando se trata de construção, é fácil se deixar levar pelas opções e acabar gastando mais do que o planejado. Para evitar isso, é importante identificar quais itens são realmente essenciais e priorizá-los. Por exemplo, a estrutura da casa, como as fundações e as paredes, é um elemento fundamental e deve ser priorizada. Investir em materiais de qualidade e mão de obra especializada garantirá a durabilidade e a segurança da sua casa a longo prazo. 

Além disso, leve em consideração os recursos que melhor atendem às necessidades da sua família. Por exemplo, se você ama cozinhar, pode dar prioridade a uma cozinha bem equipada. Se gosta de receber amigos, pode investir em um espaço de convivência agradável, como uma área externa com churrasqueira. 

Definir prioridades ajudará você a tomar decisões informadas e evitará que você gaste dinheiro em itens que não são essenciais para o seu estilo de vida. Lembre-se de que é possível fazer melhorias e adicionar elementos extras no futuro, à medida que sua situação financeira permitir.

Ao seguir essas dicas de controle financeiro, você estará mais bem preparado para iniciar a construção da sua casa. Lembre-se de que um planejamento cuidadoso, um orçamento detalhado e a identificação de prioridades são essenciais para garantir que você construa uma casa que atenda às suas necessidades e esteja dentro do seu orçamento.

3- Pesquise fornecedores e compare preços: Faça uma pesquisa minuciosa para encontrar os melhores preços e negocie com os fornecedores

Você já parou para pensar que economizar na hora de construir pode fazer uma grande diferença no seu bolso? Pois é, uma das melhores maneiras de controlar os gastos durante a construção é pesquisar fornecedores e comparar os preços. Dessa forma, você pode encontrar as melhores ofertas e garantir um bom negócio.

Quando se trata de construir, existem diversos materiais e serviços que serão necessários. Desde tijolos e cimento até mão de obra especializada, cada item tem um custo. Por isso, é essencial fazer uma pesquisa minuciosa para garantir que você está pagando o preço justo por cada um deles.

Uma dica importante é buscar por indicações de amigos e familiares que já construíram recentemente. Eles podem compartilhar suas experiências e recomendar fornecedores confiáveis e com bons preços. Além disso, não se esqueça de utilizar a internet para fazer uma busca mais abrangente e comparar os preços oferecidos por diferentes empresas. 

Outra estratégia é negociar com os fornecedores. Muitas vezes, eles estão dispostos a oferecer descontos ou condições especiais para conquistar novos clientes. Não tenha medo de pedir por melhores preços e analise as propostas com cuidado. 

Lembre-se de que economizar na compra dos materiais e serviços não significa abrir mão da qualidade. Certifique-se de que os produtos atendem às suas necessidades e possuem garantia.

  • Dicas para economizar na compra de materiais de construção:
  1. Compre os materiais em grandes quantidades para obter descontos;
  2. Verifique se existem promoções ou liquidações;
  3. Aproveite para comprar materiais de construção em lojas que oferecem programas de fidelidade;
  4. Considere a possibilidade de utilizar materiais alternativos que possam ser mais baratos, como tijolos ecológicos;
  5. Esteja atento às épocas de maior demanda, como finais de ano, pois os preços podem estar mais altos;
  6. Pesquise bem antes de fechar negócio e evite comprar por impulso.

4- Acompanhe de perto os gastos: Mantenha um controle rigoroso das despesas ao longo da construção

Um dos principais segredos para ter um controle financeiro eficiente durante a construção é acompanhar de perto todos os gastos. Isso significa registrar cada despesa, desde a compra dos materiais até os pagamentos dos profissionais envolvidos.

Uma sugestão é criar uma planilha de controle financeiro, onde você poderá anotar todos os valores gastos e comparar com o orçamento inicial. Dessa forma, será mais fácil identificar se você está gastando mais do que o planejado e tomar medidas para evitar problemas futuros.

Lembre-se de que imprevistos podem acontecer durante a construção, então é importante estar preparado para lidar com eles financeiramente. Se você tiver uma reserva de emergência separada, poderá utilizar esse dinheiro caso surjam despesas extras inesperadas.

Outra dica importante é manter a organização dos documentos relacionados aos gastos, como notas fiscais e recibos. Isso ajudará a comprovar os pagamentos realizados e facilitar a prestação de contas.

  • Dicas para manter um controle financeiro eficiente:
  1. Crie uma planilha de controle financeiro detalhada;
  2. Registre todos os gastos e compare com o orçamento inicial;
  3. Tenha uma reserva de emergência separada para imprevistos;
  4. Organize os documentos relacionados aos gastos;
  5. Esteja sempre atento aos prazos de pagamento e evite atrasos;
  6. Analise periodicamente o seu controle financeiro e faça ajustes, se necessário.

5- Reserve uma reserva de emergência: Separe um valor para imprevistos ou imprevistos que possam surgir durante a construção

Por mais que você planeje e controle os gastos, imprevistos podem acontecer durante a construção. Uma tubulação que precisa ser trocada, um problema de infiltração ou mesmo um atraso na entrega dos materiais são situações que podem gerar despesas extras.

Para evitar que esses imprevistos se transformem em problemas financeiros, é fundamental ter uma reserva de emergência separada. Assim, você terá um valor disponível para lidar com essas situações sem comprometer o orçamento inicial.

Ao reservar uma quantia para a reserva de emergência, leve em consideração o tamanho da obra e o valor total estimado. O ideal é separar entre 10% e 20% do valor total para cobrir possíveis imprevistos. Assim, você estará preparado para lidar com qualquer situação que surgir.

Lembre-se de que a reserva de emergência deve ser utilizada somente para imprevistos relacionados à construção. Evite utilizá-la para outros fins, como viagens ou compras pessoais, para garantir que ela esteja disponível quando necessário.

  • Dicas para criar e utilizar a reserva de emergência:
  1. Defina um valor a ser separado para a reserva de emergência;
  2. Reserve entre 10% e 20% do valor total da construção;
  3. Utilize a reserva somente para imprevistos relacionados à construção;
  4. Mantenha a reserva em uma conta separada, de fácil acesso;
  5. Reponha o valor utilizado o quanto antes para garantir que a reserva esteja sempre disponível.

Tipos de panelas: Qual a melhor? Confira!

Existem diversos tipos de panelas no mercado e por esse motivo, é essencial conhecer qual é a mais ideal para você cozinhar no seu fogão. Além disso, na hora de escolher o seu utensílio, também é importante saber qual a qualidade da sua panela, qual o material que a reveste, se ela libera ou não as substâncias tóxicas e as vantagens e desvantagens dela.

Para preparar uma comida mais saborosa, ter uma panela boa é totalmente fundamental para alcançar o seu objetivo. Pensando em te ajudar na sua compra, veja a seguir uma lista com diferentes tipos de panela, as indicações sobre para que tipo de fogão elas são recomendadas, e também diferentes opções de modelos, de marcas como a Panela Red Silver,Tramontina, a Marpal, a Garcima, entre outros.

Panelas esmaltadas

Além de ser bonita, esse tipo de panela ganha uma camada bem especial de esmalte, com vários minerais, que te ajudam a resistir às altas temperaturas e ainda assim ajudam a evitar a contaminação da sua comida por bactérias.

As panelas esmaltadas aquecem bem rápido e são indicadas para cozinhar uma menor quantidade de alimentos, como os molho e sopas. Uma desvantagem desse tipo de material é que elas são bem delicadas e descascam com bastante facilidade. Por isso, na hora de lavá-las, dê preferência pelo uso dos produtos neutros e nunca utilize a esponja de aço.

Para que tipo de fogão é indicada: Muito versáteis, essas panelas esmaltadas podem ser utilizadas em fogões a gás, elétrico, vitrocerâmico e a lenha, mas não são indicadas para os fogões de indução.

As panelas antiaderentes são mais ideais para serem usadas sem óleo, justamente por não grudarem os seus alimentos nela. Esse tipo de panela é o mais comum encontrado no mercado e possui baixo custo. Normalmente, essas panelas são produzidas em alumínio, com uma camada antiaderente, que é feita de Teflon.

Os cuidados com ela devem ser sempre redobrados: as panelas não devem ser lavadas de qualquer maneira. Não é recomendado usar produtos abrasivos e deve-se sempre dar preferência pelo uso do lado macio da esponja. Na hora de preparar os alimentos, também evite usar os utensílios de metal, que podem arranhar o Teflon e fazer com que a sua panela perca sua camada antiaderente.

Para que tipo de fogão é indicada: Assim como o modelo anterior, essa panela antiaderente é indicada para a maior parte dos tipos dos fogões, seja a gás ou o elétrico, incluindo cooktops. Porém, elas não funcionam em fogão que são de indução.

Panelas de cerâmica

Esse tipo de panela demora bem a esquentar a comida, mas uma ótima vantagem é que também mantém esse calor por muito tempo. Os modelos de panelas de cerâmica são perfeitos para preparar as sopas ou ainda para aquele feijão bem requintado.

Uma dica para quando você for lavar e secar a sua panela ainda no fogo. Não use produtos abrasivos, dê preferência aos produtos mais delicados, como um detergente neutro. Na hora de comprar essa panela de cerâmica, é muito importante que você verifique se ela tem selo de qualidade, indicando, por exemplo, a ausência do chumbo (que é prejudicial à saúde).

Para que tipo de fogão é indicada: As panelas cerâmicas são mais indicadas para fogão a gás, para forno comum e no fogão elétrico. Importante dizer que esse tipo de panela também não funciona no fogão de indução.

Panelas de fundo triplo

As panelas de fundo triplo são as mais ideais para quem busca por panelas bem resistentes. Elas normalmente são feitas com aço e possuem o fundo revestido: uma camada de inox + uma camada com alumínio (ou cobre) + uma camada com aço inox.

Ela funciona da seguinte maneira: a primeira camada da panela entra em contato diretamente com o seu alimento, a segunda camada distribui melhor o calor (de forma uniforme) e ajuda a manter a sua temperatura por mais tempo, já a terceira camada que garante a resistência e a durabilidade do material.

Para que tipo de fogão é indicada: A panela com fundo triplo pode ser utilizada em todos os tipos de fogão ou no cooktop, inclusive o fogão por indução.

 

Este artigo foi produzido pela equipe de redatores do Combata Dengue e Dr Rosinha


Como escolher a melhor airfryer? [Resenha Completa]

Estamos sendo gradualmente conscientizados aos cuidados com a saúde, incluindo melhorar os nossos hábitos alimentares. Dentre esses hábitos, optar por comidas menos gordurosas é uma opção.

 

Porém, não é fácil abandonar de vez aquelas comidas que são feitas a partir da fritura com óleo, bastante gordurosas, não é mesmo? Saiba, pois, que, atualmente, é possível comer alimentos fritos sem utilizar óleo.

 

Graças as fritadeiras elétricas, as chamadas popularmente airfryers (ou “fritadeiras de ar”), frita os alimentos sem usar sequer uma gota de óleo, deixando-os crocantes e secos, como se tivessem sido feitos a base da cocção com algum tipo de óleo.

 

Esses equipamentos funcionam a partir da eletricidade. Quando ligados, uma resistência localizada no interior da airfryer, especificamente na parte superior, aquece o ar dentro do cesto da fritadeira e um ventilador faz o papel de circular este ar quente dentro do equipamento.

Esse fluxo de ar quente dentro da fritadeira frita os alimentos com muita eficácia, não sendo preciso usar óleo para a cocção, como no método tradicional. 

 

Pelo fato de não usar óleo, essas fritadeiras elétricas proporcionam a possibilidade de comer alimentos fritos e ainda assim, cuidar da saúde, já que os alimentos fritos em óleo são gordurosos, sendo prejudiciais para a saúde. 

 

Sendo assim, quais características atentar antes de comprar uma airfryer? Como escolher a melhor airfryer, em razão dos vários modelos que existem no mercado? Siga as dicas deste artigo e analise sua escolha na hora de comprar uma fritadeira elétrica.

 

Tamanho da airfryer e frequência de uso

 

Se você precisa usar frequentemente a airfryer para fritar alimentos para sua família consumir diariamente, opte por comprar uma fritadeira elétrica que tenha um tamanho grande. Existem diversos modelos disponíveis para a compra.

 

Alguns são menores, variando de um litro até os maiores, na faixa dos quatro litros de capacidade de conter alimentos. Caso sua necessidade seja familiar, opte pelos que estão na faixa dos quatro litros.

Eles conterão mais comida e fritarão com maior eficiência, sem deixar alguns alimentos crus, devido à má distribuição de calor caso a fritadeira esteja lotada.

 

Caso você more sozinho ou apenas com seu esposo / esposa, uma fritadeira pequena pode suprir suas necessidades. Então, uma airfryer com capacidade de até dois litros pode ajudar na hora do preparo dos alimentos.

 

Potência da airfryer

 

Quando a necessidade é fritar muitos alimentos em pouco espaço de tempo, o quesito que você precisa considerar é o da potência. As fritadeiras elétricas possuem variadas frequências, que podem ser expressas em watts.

 

Quanto maior forem os watts da airfryer, mais potente ela será, o que significará maior eficiência na fritura dos alimentos, menor tempo para os resultados, mas, maior consumo de energia. Fique bem atento a isso!

 

Praticidade da limpeza

 

As airfryers não utilizam óleo para fritar os seus alimentos. E isso é incrível! Além de proporcionar alimentos gostosos e mais saudáveis, já evita maiores sujeiras na hora de limpar a fritadeira após o seu uso.

 

Porém, mesmo sem usar óleo em suas frituras, as airfryers podem se sujar com as gorduras que alguns alimentos podem soltar, como no caso das linguiças e carnes de porco, por exemplo. E aí, as fritadeiras elétricas antiaderentes são as melhores opções.

 

Além de não permitir que o alimento fique grudado no cesto, as fritadeiras antiaderentes exigem um esforço menor para a limpeza, diferente das airfryers que tem um cesto aramado, com furos que deixam a sua limpeza mais difícil.

 

Outras dicas que você pode considerar é perceber se a airfryer vem com algumas funcionalidades extras. Existem diversas marcas no mercado, com diferentes preços e funcionalidades. Analise a que seja melhor fritadeira para seu contexto!

 

Este artigo foi produzido pelos redatores do Combata Dengue e Cultura Brasil


Cores

Decoração: tendência de cores para 2022

As cores estão presentes até nas coisas mais simples do dia-a-dia: na rua, na loja, em todas as refeições e sobretudo nas nossas casas.

Eles desempenham um papel importante no design de interiores, sendo os principais responsáveis ​​por decorar o ambiente e transmitir sentimentos como conforto, simpatia, felicidade, tranquilidade e relaxamento.

Por isso, quando aplicada corretamente e no lugar certo, a cor pode transformar qualquer espaço.

Em 2022, a cor pretende não apenas mudar a decoração dos imóveis, mas também expressar valores sociais, como sustentabilidade e discussões etnoambientais, que perpassam as discussões contemporâneas.

Além disso, a nova categoria de sombra visa equilibrar o estresse e o barulho da rotina, proporcionando um ambiente agradável, principalmente para residências.

Descubra as tendências de cores para 2020 e algumas dicas de decoração!

1 – Neo Mint: a cor da tecnologia e da natureza

“Neo Mint” é uma das cores mais esperadas para 2022.

Não só as grandes indústrias de revestimentos, mas também as fabricas de tinta serigráfica e outras empresas do ramo têm investiu neste novo tom, que promete integrar elementos de tecnologia com a natureza.

O ano de 2022 promete grandes revoluções tecnológicas, incluindo:

  • As primeiras “Olimpíadas de IA”, alimentadas por inteligência artificial;
  • Expedição da NASA para tornar outros planetas habitáveis;
  • A construção do neo-futuro Jeddah Tower;
  • O grande progresso da ciência para a conservação da natureza.

Diante de todos esses movimentos, o Neo Mint foi escolhido como a cor do ano de 2022 representando a tecnologia, aplicada à moda, decoração e design de interiores.

Além disso, Neo Mint é uma cor neutra e assexuada. É um chamado para se libertar de todos os preconceitos impostos a homens e mulheres.

Na decoração da casa, a elegância e neutralidade do esquema cromático permite a aplicação nos mais diversos ambientes, incluindo banheiros, salas, quartos e cozinhas. O

Neo Mint também é uma ótima cor para coordenar com acessórios para airless, principalmente para quem deseja um ambiente monocromático ou tom sobre tom.

Pode ser combinado com cores mais escuras, com tons de verde, com decoração minimalista.

Combinação recomendada de linhas retas, formas limpas e menos exageros, enfatizando a função.

Outra característica notável do Neo Mint é o sentido quente da cor. Por ter tons mais claros, há mais conforto no ambiente, como uma fuga do cinza e monocromático das cidades.

2 – Padrões disruptivos: cores e formas diferentes

Padrões disruptivos não são novidade. Mas em 2022, o uso de linhas, formas geométricas e a aplicação de padrões assimétricos serão tendências de design de interiores.

A proposta foi criar um visual mais descontraído para o ambiente, rompendo com um visual clean, além de estampas peculiares, lisos e listras.

Ou seja, os padrões disruptivos buscam fugir do óbvio e por isso são recomendados para quem gosta de inovação e abusa da criatividade.

Embora muitas pessoas considerem os motivos de vanguarda uma prioridade, quando bem planejados, com as cores e formas certas, essa decoração pode ser muito elegante e sofisticada.

Recomenda-se combinar tons claros e escuros, cores terrosas.

O equilíbrio entre o contraste de cores proporciona uma sensação de conforto e conveniência. Dessa forma, é possível incorporar uma demão de tinta industrial preço preta, por exemplo, em uma parede fora do comum decorada com listras assimétricas.

Patterns podem remeter a ideais futuristas, até ares nostálgicos, com uma mistura de decoração retrô e vintage.

3 – Cores naturais e orgânicas: uma questão de sustentabilidade

Assim como o Neo Mint foi eleito a “cor do ano 2022”, pela integração da tecnologia com a natureza, os tons naturais e orgânicos também dominam o design de interiores no próximo ano.

Novamente, o objetivo é abordar os conceitos de sustentabilidade e conservação ambiental, que estão sendo discutidos com frequência atualmente.

Até lojas de móveis para jardim e outras empresas de móveis estão investindo em materiais sustentáveis ​​e recicláveis, para vender não apenas um item, mas também uma ideia. O

Navy está de volta com tudo, principalmente porque é um tom que combina com materiais de origem natural, como pedras, folhas, flores, bambu, fibras naturais e mármore.

Além disso, a cor tem um visual mais sofisticado, deixando o ambiente mais glamoroso e luxuoso.

Este texto foi originalmente desenvolvido pelo grupo de blogs Guia de Investimento, onde você encontra centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Reciclagem de Alumínio – Por que é Importante? – Saiba Mais:

O alumínio é um dos metais mais utilizados em diversos projetos de construção e até mesmo para a confecção de objetos importantes para o nosso cotidiano, é abundante no planeta, mas por que a reciclagem de alumínio é importante?

Por ser um material de grande abundância, torna-se quase como o plástico e isso acaba causando uma grande poluição quando o material não é descartado de forma adequada, porém é um material que tem vantagens para o meio ambiente.

Muita gente não entende a importância que esse composto tem em nossas vidas e por isso não dão valor necessário para o mesmo, mas praticamente todos os objetos eletrônicos que utilizamos hoje em dia possuem alumínio em seu corpo.

O alumínio pode ser um material muito importante até mesmo para suas portas e janelas, visto que geralmente são usados em esquadrias por sua resistência e longa durabilidade.

O processo de reciclagem de alumínio é simples de certa forma e tem um grande potencial quando se trata de ajudar o meio ambiente. Mas para entender um pouco melhor esse processo precisamos falar da composição do alumínio.

A composição:

Sendo o material extraído a partir do minério chamado bauxita, que por si só causa um grande impacto no meio ambiente através do seu processo de extração, que provoca intensa o impacto sobre o solo e corpos hídricos.

O processo de extração do alumínio é realizado através do refinamento da bauxita que nos dá como resultado um pó branco, semelhante ao que temos no açúcar e chamado de alumina.

Logo após, esse pó branco chamado de alumínio é submetido a um processo eletroquímico e então, transformado em alumínio como conhecemos. Porém o alumínio não traz apenas desvantagens para o meio ambiente.

É maior do que você pensa:

Muita gente desconhece a importância do alumínio na atualidade isso é muito normal visto que grande parte das pessoas pensam que o alumínio é usado somente na confecção de latinhas e embalagens de comida.

Na realidade, o alumínio é mais presente no mundo do que você imagina e ele está dentro do seu celular, computador ou até mesmo nas janelas e portas de sua casa ou de algum prédio que você conheça. Muito utilizado em perfis e contramarco.

Estamos falando de um dos metais mais utilizados no mundo inteiro e por isso o processo de reciclagem de alumínio, torna-se indispensável. É um material tão importante que diversas crises aconteceram e afetaram a sua produção.

Agora imagine para onde iria todo o alumínio que é descartado nas latinhas e em diversos outros eletrônicos se não fosse o processo de reciclagem. Realmente é algo que causaria um grande impacto no meio ambiente.

Infelizmente nem todas as pessoas dão a importância correta para a reciclagem para o meio ambiente, descartando o lixo de forma completamente errada e afetando a sua vida e a vida animal.

Vantagens da reciclagem do alumínio:

Quando falamos sobre reciclagem, estamos falando de cuidar de nossa casa, ou seja, do planeta em que vivemos. É muito comum que você veja as latas de alumínio serem usadas por diversas pessoas na atualidade.

Você consegue ter noção do tamanho do problema que seria se essas latinhas não fossem recicladas? Tendo em mente que elas demoram cerca de 100 a 500 anos para se decompor em solo, sua poluição seria imensa.

Isso é algo que geraria grandes prejuízos ambientais fazendo com que seus principais destinos de descarte fossem aterros sanitários ou até mesmo rios e mares. Sendo assim, a reciclagem desse material é indispensável.

Processo de reciclagem:

Se você é um grande fã de decoração moderna para o ambiente e como edifícios e casas, talvez seja interessante o processo de reciclagem do alumínio. É desta forma que podemos ter esquadrias de linha suprema em nossa casa.

O primeiro passo é reunir todas as latas e outros materiais de alumínio já descartados e encaminhá-los para a reciclagem. Nesse processo a coleta seletiva do lixo tem uma grande importância, separando o lixo orgânico do reciclável.

Depois ocorre o processo de separação das impurezas e então todo o alumínio é picotado. Já limpo, o material é fundido em uma temperatura de 700°C. Durante o processo de derretimento, é gerado o alumínio líquido.

Com alumínio líquido, temos a criação de lingotes e chapas de alumínio. Eles são vendidos para grandes indústrias que fabricam produtos e embalagens de alumínio e dessa forma o material não tem impacto no meio ambiente.

Esse é um processo que dura de 30 a 40 dias, sendo muito importante para que o alumínio retorne a cadeia produtiva e por isso não exerce impacto no meio ambiente.

Reciclagem no Brasil:

Talvez você não saiba, mas em alguns países a reciclagem desse metal não é obrigatória, apesar de ser um deles, o Brasil é um dos maiores recicladores de alumínio no mundo inteiro.

Aproximadamente 98% de todo o alumínio produzido em nosso país volta para a cadeia produtiva por causa do processo da reciclagem. São praticamente 360 mil toneladas desse material que são recicladas em nosso país por ano.

Esse é um dado muito positivo e pode ser explicado pelo fato do alumínio ser facilmente coletado, pelo seu valor de mercado e até mesmo pelo aumento da consciência ambiental daqueles que vivem no Brasil.

Trata-se de um metal totalmente reciclável e esse é um processo que pode ser feito inúmeras vezes. Todas as vezes em que o alumínio é reciclado, 95% da energia que foi necessária para produzir o mesmo é economizada.

Na atualidade, o Brasil é um dos países que mais tem reciclado latas de alumínio no mundo inteiro, mas precisamos lembrar que essa é uma consequência direta da falta de oportunidade no mercado de trabalho.

Conclusão:

A reciclagem de alumínio é algo muito importante para o meio ambiente e por isso é de grande importância que saibamos descartar corretamente esse material, afinal ninguém quer nadar em uma praia de plástico e alumínio.

Além de tudo, esse é um material muito utilizado para portas de vidro e janelas, podendo ser um extra no visual de sua casa!

Esse artigo foi produzido pela equipe de redatores do Combata Dengue e Cruzeiro do Sul