Ter uma piscina dentro de casa pode agregar aumento no valor do imóvel, de acordo com especialistas este crescimento pode ficar em torno de 20% a 30% no momento da venda e se alinhado com um projeto de paisagismo bem efetuado, considera-se um ambiente decorativo.

Uma das principais razões que de se investir em piscinas é poder ter uma área de lazer como opção de divertimento com a família e amigos, além disso, ela agrega alguns benefícios como: relaxamento, conforto, bem-estar físico e mental e auxilia na prática de exercícios.

Para instalar uma piscina redonda ou de qualquer outra forma em casa o ideal é verificar o orçamento da família e traçar um planejamento dos gastos que terá que arcar na construção dela.

Além dos gastos com a construção, deve-se pensar que deve investir, de forma fixa, em manutenção e limpeza, nesse caso, recomenda-se solicitar uma contratação de uma empresa especializada neste tipo de serviço. O mercado oferece uma gama grande de tipos de piscina como, por exemplo:

  • Alvenaria;

  • Fibra de vidro;

  • Vinil;

  • Azulejo.

Também existe a possibilidade, para quem tem crianças pequenas e um investimento maior, de montar uma espécie de prainha e hidromassagem.

Existem piscinas de tamanhos, formatos e tecnologias variadas e que cabem em qualquer tipo de ambiente. Por isso, é essencial planejar como será o espaço, o estilo de vida da família, entre outros detalhes.

As piscinas que são de fibra de vidro são feitas conforme as exigências do cliente como, por exemplo, o formato é uma piscina retangular, pois o cliente pode achar mais espaçosa. Sua instalação é simples e rápida, mas este tipo de piscina tem limitações de tamanho.

As de vinil possuem possibilidades variadas, são montadas no lugar e não têm limitação de tamanho e forma, permitem também aplicar faixas imitando o azulejo. Sua manutenção é fácil e rápida, tendo vida útil de 8 a 10 anos.

As piscinas tipo azulejo e alvenaria também não apresentam restrição de forma e tamanho e se pode escolher a decoração.

Na hora de instalar qualquer tipo de piscina, consulte um especialista, opte por contratar uma empresa especializada e compre produtos sempre de qualidade, pois o barato pode sair caro.

Conheça as vantagens de ter uma piscina de cobertura

Ao se ter uma piscina de cobertura tem a vantagem de aumentar a temperatura interna do local, evita de cair folhas e insetos, tendo uma tipologia diversificada conforme sua utilização: cobertura fixa ou possível de deslizamento integrado ao ambiente.

As coberturas de piscina têm a responsabilidade de realizar o “efeito estufa” por meio de raios de dispersão da luz solar na atmosfera, mesmo se o dia amanhecer nublado, conseguem aquecer a água da piscina, aumentando de 8° a 10° centígrados a temperatura.

No período da noite ou em dias de inverno ou frios, a temperatura interna alcançada é mantida no qual reduz a perda de calor e diminui os gastos com o aquecimento.

Pelo fato de evitar que sujeiras externas (folhas, insetos, etc.) entrem em contado com a água da piscina, gera uma economia maior na limpeza dela, na utilização de produtos químicos e em sua manutenção.

Outros benefícios que a piscina de cobertura possibilita são: o espaço se torna mais privativo e pessoal, se isola da área externa, são fáceis de limpar, tem maior segurança em prevenção de queda acidental, previne a piscina de danos derivados dos raios UV e permite usá-la nas estações de outubro e primavera (tempo mais ameno).

Qual a diferença entre: piscina inflável e piscina plástico?

As piscinas infláveis são ideais para quem tem pouco espaço em casa e gosta de praticidade, pois são fáceis de montar.

Geralmente as bordas são infláveis e as laterais em PVC; por terem estrutura simples, seu preço é bem acessível e podem ser encontradas em diversos tamanhos e formatos, sendo adaptáveis para vários ambientes.

Como são infláveis, precisam de um inflador para serem montadas, mas ele não vem junto com a piscina, é necessário comprar separadamente. Lembre-se de comprar um que seja compatível .

A piscina plastico, assim como as infláveis, tem modelos diferentes, para bebês tem até 20 mil litros; possuem formatos retangulares, redondas e quadradas, para atender o perfil do consumidor e o espaço onde ficará.

Antes, essas piscinas eram voltadas para o público infantil, porém, atualmente, passou a ter versões para adultos. Esses modelos são mais fundos, com um revestimento mais reforçado e resistente e, também, tem um design diferenciado. Quanto maior ela for e mais sofisticada, mais onerosa fica.

Sua instalação é simples, mesmo com alguns modelos tendo uma estrutura de ferro, bombas e mangueiras, não precisam de muitos aparatos para serem montados, mas é recomendável um profissional especializado.