Por mais seguras e eficientes que sejam as edificações, imprevistos podem acontecer a qualquer momento. O ideal, portanto, é garantir que os espaços estejam devidamente equipados com todos os sistemas, dispositivos e recursos necessários para que seja possível garantir a proteção e a segurança das pessoas e do patrimônio em caso de emergência.

O surgimento de chamas é uma das situações mais perigosas nesse contexto, demandando a aplicação de medidas eficazes e resolutivas para conter o incêndio e evitar que o fogo se propague pelo espaço.

Outro aspecto de relevância quando estamos falando da promoção de mais segurança em situações emergenciais é o plano de evacuação, que deve ser seguido de forma atenta e otimizada.

No artigo que você confere em seguida, fique por dentro de algumas das principais soluções e medidas que podem ser aplicadas no caso de incêndio. Além disso, confira a importância da obediência às normas do setor da construção civil, bem como às recomendações de órgãos responsáveis.

Treinamento para lidar com emergências

Em caso de incêndio, a primeira ação que deve ser feita é o acionamento do Corpo de Bombeiros, pois eles possuem profissionais e equipamentos ideais para lidar com a propagação de chamas em ambientes fechados ou abertos.

Sendo assim, chamar o quanto antes uma equipe que vai garantir a contenção do fogo é a melhor forma de resguardar a integridade física das pessoas e até mesmo o patrimônio.

Enquanto a equipe não chega, porém, não é recomendado que as pessoas fiquem paradas, assistindo ao incêndio.

Isso porque a fumaça expelida pode causar intoxicação rapidamente e fazer com que elas percam a consciência ou mesmo asfixiem. É por isso que o Treinamento de brigada de incêndio é essencial nesse contexto: na hora da emergência, ter conhecimentos teóricos e práticos sobre a melhor forma de agir é o que pode fazer toda a diferença no salvamento de vidas.

Uma das principais recomendações nesse momento é colocar em prática o plano de evacuação montado para cada tipo de edificação.

Nesse caso, vale a pena contar com ações eficientes e resolutivas, de modo que as pessoas possam se locomover com organização e segurança até a saída de emergência.

Dispositivos para contenção de chamas

Para evitar que o fogo se propague no ambiente e até mesmo para eliminar as chamas, garantindo mais proteção a todos, existem diversos dispositivos que são obrigatórios nas instalações do local, dentre eles o famoso extintor de incendio, um dos mais conhecidos itens de combate a chamas.

Existem diferentes tipos de extintor e cada um deles pode apresentar um desempenho voltado para um tipo de demanda específica.

Por isso, o ideal é contar com modelos coerentes com as particularidades da edificação, o que pode ser garantido por meio de uma consultoria especializada e também ao seguir as recomendações obrigatórios dos profissionais do Corpo de Bombeiros durante vistorias de rotina.

Entre as principais vantagens dos extintores, podemos destacar:

  • Fácil manuseio;
  • Desempenho assertivo;
  • Promoção de agilidade;
  • Contenção instantânea.

Já o Detector de fumaça também é de extrema importância nesse contexto, pois ele faz uso de um sistema capaz de identificar quando existem substâncias ou partículas no ar que foram geradas por materiais em combustão, ou seja, pelo surgimento de chamas.

Sendo assim, ele consegue advertir a central de comando e proporcionar o acionamento de um sistema de contenção imediata.

Também são variados os tipos de detectores, sendo todos eles ligados a uma central de alarme capaz de acionar mecanismos como jateamentos de água.

Vale lembrar, porém, que nenhuma medida de contenção ao fogo pode substituir a atuação especializada dos bombeiros, sendo formas de complementar a eficácia da proteção e evitar que vidas sejam comprometidas logo nos primeiros minutos de incêndio.

Proteção de janelas e sacadas

Utilizar uma Rede de proteção para sacada é uma forma de incrementar ainda mais a edificação e promover segurança de alto nível.

Isso porque as redes impedem que as pessoas caiam de elevadas alturas, o que poderia ocasionar em graves tragédias. Elas são feitas de materiais extremamente resistentes e podem ser instaladas de forma ágil e prática nos locais.

O mais importante é contar com itens que garantem a eficiência, seja no uso de uma rede de proteção ou mesmo de dispositivos de contenção de chamas.

Além disso, vale ressaltar que todas as pessoas no local devem estar atentas às medidas de evacuação e controle, evitando acidentes irreversíveis.