A descoberta do fogo trouxe para a humanidade uma série de vantagens, ampliando o horizonte do homem para várias atividades e funções voltadas a incêndios.

Tanto é verdade que o fogo é um dos principais itens que permitiram a evolução da sociedade. Contudo, apesar do fogo poder ser bastante vantajoso, a falta de controle sobre ele pode provocar prejuízos incontáveis.

Portanto, o texto a seguir tem o intuito de informar melhor o leitor a respeito dos incêndios, demonstrando não só o que é necessário para os combater, mas também para os evitar.

No que consiste a prevenção de incêndios?

Quando se fala de prevenção de incêndios, estamos pensando nas ações que podem ser tomadas para que focos de fogo surjam e se alastrem pelo ambiente.

A prevenção engloba tanto os fatores que podem causar um incêndio quanto aqueles capazes de agravá-lo. Nesse sentido, a prevenção envolve:

  • Todo o espaço dentro das edificações e a sua estrutura;
  • A manutenção de equipamentos e máquinas em geral;
  • O controle de materiais com potencial combustível ou inflamável;
  • O treinamento de pessoas para a utilização de equipamentos que permitam o rápido combate a incêndio;
  • O treinamento a respeito dos procedimentos padrões para o abandono de edificações;
  • Entre outros aspectos importantes.

Cuide bem dos seus equipamentos

Uma das principais medidas de prevenção de incêndios, como foi dito anteriormente, é o cuidado em relação aos equipamentos de combate a focos de fogo. Dentre eles, inserem-se alguns, por exemplo:

  • Extintor de incendio;
  • Mangueiras;
  • Registros;
  • Chuveiros automáticos (sprinklers);
  • Escadas com corrimão;
  • Entre outros.

O principal item da lista é o extintor, tendo em vista a sua capacidade de acabar com focos de incêndio logo durante o começo dele.

Entretanto, para garantir a eficiência do equipamento, é necessário que ele passe por manutenção no mínimo uma vez ao ano, serviço que pode ser contratado através dos próprios fornecedores de extintores.

A manutenção deve ser feita por profissionais especializados e credenciados no assunto.

Esse trabalho envolve uma série de ações, como a checagem das mangueiras dos extintores, a inspeção do nível de CO2 presente no equipamento.

E, acima de tudo, a restauração do material no interior dele através do trabalho de recarga de extintores preço, o qual garante que, em qualquer ocasião, o extintor nunca irá falhar e deixar os habitantes de um espaço na mão.

Além disso, a manutenção constante é necessária para que não se torne preciso trocar as peças do extintor quando elas apresentarem defeitos, ação que pode ser até 800% mais cara do que a realização de manutenções periódicas.

É importante ter em mente que outros equipamentos de combate a incêndios, como o hidrante, são de responsabilidade do Estado e do Corpo de Bombeiros de cada cidade. A utilização desse item por outras pessoas pode acarretar em penalidades.

Não ignore os treinamentos

De nada adianta possuir vários equipamentos totalmente funcionais se não há ninguém disposto a utilizá-los. Por esse motivo, deve-se realizar treinamentos eventuais para que os moradores de um condomínio, por exemplo, tornem-se aptos a combater princípios de incêndio.

Além disso, o treinamento contra incêndios também deve ser feito por trabalhadores para que eles possam exercer seu trabalho com segurança.

Um exemplo é o curso NR 10 basico a respeito da Norma Reguladora 10 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Este curso abrange todas as questões referentes ao serviço desempenhado por pessoas que trabalham com sistemas elétricos.

Assim, tendo em vista que uma rede de eletricidade, caso apresente sobrecargas, pode iniciar incêndios, é necessário que o trabalhador saiba se defender em momentos assim.

Portanto, treinamentos e normas como a NR10 mostram a importância da capacitação em combate de incêndios para todo mundo.

Outros cuidados referentes a incêndios

Além das informações já transmitidas acima, existe uma série de recomendações para se lidar com incêndios da maneira apropriada: proibir fumo em lugares que possuem grandes quantidade de material combustível; desenergizar todos os equipamentos de um ambiente de trabalho quando acabar o expediente, principalmente os elétricos.

Além de manter produtos voláteis e perigosos, como fósforos e álcool de cozinha distante do alcance de crianças e de fontes de calor; ter sempre à vista o telefone de emergência do Corpo de Bombeiros (193); e revisar a instalação elétrica dos prédios de maneira periódica.