Quando falamos em lajes de concreto, o peso não é levado em conta no quesito qualidade, ou seja, quanto mais leve e fixa estiverem as estruturas melhor e mais segura será sua laje.

Consequentemente, quanto maior o peso mais sobrecarregada a estruturação estará, principalmente quando sua laje é feita para receber uma caixa dagua 3000 litros.

Deve-se ter cuidado, principalmente, quando os andares superiores são construídos a partir de uma laje no subsolo.

É preciso planejar a parte elétrica e hidráulica que passa por dentro da estrutura, evitando qualquer tipo de problema.

Planeje onde ficarão os pontos de luz, leve em consideração o peso de sua caixa dagua e saiba onde passarão os canos do circuito hidráulico.

As sapatas e as cintas de amarração (componentes estruturais da fundação onde são construídos andares adjacentes) não devem apresentar rachaduras ou deformações, pois é nelas que serão erguidos os andares superiores.

Em estruturas que ficam expostas à mudanças climáticas por muitos anos sem uma cobertura superficial, deve-se usar um impermeabilizante para laje, como é o caso da borracha líquida para impermeabilização de lajes em concreto, evitando o aparecimento de vazamentos futuros, conhecidos como “barriga”.

Todos os tipos de lajes existentes no Brasil têm diretrizes para execução que são apresentadas através das Normas ABNT.

Seja ela maciça, treliçada, pré-moldada, protendida, alveolar etc. O que vai dar segurança de fato é um bom projeto e execução.

Entenda quais processos seguir para segurança do seu projeto

Existem Normas técnicas que devem ser seguidas e só um profissional portador do CREA, como um engenheiro e um arquiteto, conhece.

Essas normas existem para assegurar um padrão nacional, proteger as pessoas e o meio em que elas vivem de algum tipo de acidente. Conheça os principais processos:

  • Cobrimento e armaduras: Geralmente, são camadas mais espessas de concreto que fazem com que se isole melhor a barra. A chuva e o sol são agentes corrosivos do ferro e do aço, em algum momento o ferro oxida e em sequência enferruja, com isso, poucos anos podem desencadear fissuras e então, começa a ceder. Por fim, pode resultar em um desmoronamento;
  • Carga permanente: São todos os elementos fixos que compõem a construção como, por exemplo: as pias, portas balcões e paredes divisórias;
  • Traço do concreto: É a quantidade exata dos elementos que constituem o concreto, ele indica a quantidade de areia, pedra e água ideal para cada tipo de construção, por exemplo, traço de 2:4:6, são duas partes de água para quatro de areia e 6 partes de pedra. Como existem diferentes tipos de concreto propícios para cada obra, também existem muitos tipos de traços. A proporção varia de acordo com a necessidade;
  • Cálculo estrutural das ferragens para o tipo de uso específico da laje: Sua laje não pode ser pesada, mas também não pode ser muito leve, o executor da obra levará em consideração a tensão exercida pela laje nas colunas e fundações, escolhendo assim o material ideal para o procedimento.
  • Carga acidental: nada mais é do que a tensão exercida das estruturas que fazem parte do nosso dia-a-dia como armário, guarda roupa, estante etc.;
  • Análise do solo: Para que as fundações na qual serão edificadas as casas fiquem firmes, uma análise do solo deve ser feita, uma terra muito arenosa, por exemplo, é mais desafiante para a construção. Muitos engenheiros usam uma espécie de amortecedor em casas que possam sofrer com futuros abalos sísmicos etc. É importante conhecer as camadas de solo na qual se localiza seu terreno para decidir qual método de obra.

Saiba o que é concretagem

Sabemos que as etapas iniciais são fundamentais para lhe dar segurança, mas não para por aí. Existem cuidados que devem ser tomados na concretagem – termo adotado como cura do cimento – de sua laje.

Um dia nublado e sem chuva, é um bom clima para fazer a concretagem. Na parte da tarde é a melhor hora, porque assim o concreto passará a noite sem os raios UV.

Em todo o caso, use EPI: se for preciso utilize um plástico preto para cobrir a laje após o término. Tome cuidado para que todas as partes das formas fiquem preenchidas por concreto.

Após a concretagem, mantenha sempre o concreto molhado. Durante uma semana deixe a laje coberta e longe do vento e do sol, que secam a água do concreto.

Mesmo depois de curada, deixe a laje coberta com sacos de cimento e folhas de jornal, que é para proteger do Sol até que a laje seguinte fique pronta.

Recomendamos que depois do processo de cura, seja feita a impermeabilização com borracha elastomérica, para que não prejudique a parte elétrica e abale as estruturas.