Atualmente, a segurança é a maior preocupação entre proprietários de imóveis. Por conta disso, investe-se cada vez mais em objetos que tendem a melhorá-la, como o portao automatico, alarmes, sensores de presença e circuito interno monitorado, coberturas.

Contudo, por mais que a segurança seja inegavelmente importante, também é preciso pensar no conforto ambiental. Afinal, o lar é um local especial, onde os moradores relaxam após o stress e a correria do cotidiano.

Quando se trata de espaços a céu aberto, com varandas, decks e o quintal, o investimento em toldos e coberturas é sempre certeiro. Isto pois ele permite que os moradores aproveitem estes locais ao longo de todo o ano, faça chuva ou faça sol.

Entretanto, estes itens não são todos iguais: há modelos feitos de vários materiais, sendo que cada qual tem suas propriedades, vantagens e desvantagens. Isso significa que é preciso pesquisar muito antes da escolha, assim como no caso da instalação de um portão de correr para garagem.

Neste post, você aprende mais sobre os principais materiais que compõem coberturas no mercado. Confira:

 

  1. Lona para toldo

Os toldos de lona estão entre os mais usados do mercado quando o assunto é cobertura. Entre os motivos para tal, estão:

  • A lona é um material de baixo custo;

  • É leve, então, a estrutura não tem que ser robusta;

  • É fácil de encontrar;

  • É durável;

  • A instalação é fácil e rápida;

  • Está disponível nos mais diversos formatos e cores.

Estas características a tornam amplamente usadas tanto em residências quanto em estabelecimentos comerciais.

  1. Toldo retrátil

O toldo retratil é uma evolução da cobertura de lona regular. Ele tem todas as vantagens desta última, mas com um diferencial: pode ser aberto e fechado à vontade, conforme a preferência do usuário. Na maioria das vezes, isso é feito manualmente, de acordo com as instruções do fabricante.

Entretanto, já há uma versão mais nova no mercado: o toldo articulado motorizado. Como seu próprio nome diz, a vantagem fica por conta do mecanismo de abertura e fechamento, que pode ser acionada por controle remoto. Assim, dispensa-se a necessidade de força física.

  1. Cobertura de vidro

As telhas de vidro não são a única maneira de usar este material como cobertura: ele também pode substituir toldos. Além de sua resistência característica, esta opção tem como vantagem o aproveitamento da luz do sol.

Os modelos mais modernos, chamados tecnológicos, ainda, filtram os raios nocivos da radiação, aumentando o conforto e a segurança. Da mesma maneira, é possível obter este efeito com o uso de películas específicas para tal.

Em compensação, o vidro é um material caro e pesado. Consequentemente, ele demanda uma estrutura mais robusta, o que também contribui para aumentar o custo de instalação.

  1. Cobertura de policarbonato

Contudo, o vidro não é o único material translúcido que pode ser usado com este objetivo: a cobertura de policarbonato também é uma opção.

Feita de plástico, ela é uma opção mais leve, e, consequentemente, mais em conta do que o vidro, mas sem deixar a desejar no quesito resistência.

Além disso, o policarbonato sai ganhando quando o assunto é maleabilidade. Ao contrário do vidro, ele é muito simples de modelar, o que facilita a criação de coberturas nos mais diversos formatos.

Da mesma forma, assim como a lona, este polímero plástico pode ser usado para criar coberturas articuladas, que proporcionam muito mais flexibilidade.

  1. Cobertura de alumínio

O alumínio é um metal muito usado na indústria. Suas propriedades estão por trás de sua popularidade: ele é resistente, flexível e fácil de higienizar.

Mais recentemente, estas características também têm feito com que ele seja usado com outros fins, como na construção de coberturas.

Neste caso, seu forte apelo estético contribui com o requinte do ambiente, sendo a opção favorita em espaços mais refinados.

  1. Pergolado

Quem instala um pergolado no quintal normalmente não está preocupado com a funcionalidade do espaço, mas com a beleza.

Isto porque ele é apenas uma estrutura, normalmente feita de madeira, que é usada para demarcar ambientes em espaços externos.

Ainda assim, nada impede que ele seja usado como suporte para uma cobertura de lona, por exemplo. Deste modo, aquele local pode ser usado independentemente das condições climáticas.

Da mesma forma, ele pode ser decorado conforme o gosto dos proprietários do imóvel com cortinas, flores, luminárias e muito mais.