Veja como funciona o mercado imobiliário

Seja na venda ou no aluguel de imoveis, é preciso entender o mercado imobiliário e como ele opera para se localizar no segmento e avaliar as condições.

Com o crescimento desse mercado, que tornou-se um dos mais promissores, é importante conhecer mais detalhes e estar preparado.

Para se realizar nesse segmento, portanto, é necessário mais do que apenas vontade e os cuidados nunca são poucos. Isso porque trata-se de um produto de valor bastante elevado e que exige procedimentos claros e sem falhas.

No artigo a seguir, saiba um pouco mais sobre como esse mercado funciona e de que modo é possível obter dele o sucesso e as oportunidades que você busca.

O que é o mercado de imóveis?

O mercado imobiliário não se trata simplesmente do aluguel e da venda de imoveis. Na verdade, ele apresenta um funcionamento complexo que deve ser devidamente acompanhado e avaliado por todos os profissionais da área para que as realizações satisfatórias sejam feitas no ramo e possam movimentar o mercado em questão.

Dessa forma, seu ciclo dura cerca de seis anos e pode ser dividido em diferentes etapas, cada qual com suas características. Em uma delas, por exemplo, as pessoas passam a buscar um tipo mais específico de imóvel, onde morar ou investir em um bairro que ainda não conta com o tipo de estrutura desejado.

Dessa forma, cria-se uma demanda maior do que a oferta na região, um desafio que o mercado imobiliário vai resolver. Geralmente, em casos assim, empreiteiras e construtoras começam a desenvolver projetos para casas, edificações e condomínios que se ajustam aos desejos das pessoas que procuram imóveis naquele determinado local, facilitando a venda.

A imobiliaria também é responsável por esse tipo de fluxo, já que ela é a empresa que realiza a comunicação entre os proprietários e os clientes interessados na compra ou na venda dos imóveis ofertados.

Além de poder filtrar os produtos de modo mais prático e delineado, a assessoria imobiliária consegue aproximar o anúncio de quem mais vai se interessar por ele.

Isso é extremamente importante não apenas para o proprietário, que terá mais garantia de que seu imóvel será alugado ou vendido, quanto para o comprador ou locatário, que vai ter a certeza de todos os deveres cumpridos conforme as prescrições legais de cada contrato.

Construindo do zero

Nem sempre a movimentação desse mercado é feita somente a partir do lançamento de novos empreendimentos que atendam as demandas de uma determinada região.

Muitas vezes, ainda, é possível que as empresas da área e as imobiliárias lidem com um produto mais básico: os terrenos. Isso porque muitos clientes buscam  áreas onde possam construir sua casa da maneira como desejam ou mesmo investir em uma edificação, por exemplo.

Nesse caso, é muito importante estar sempre de acordo com as normas direcionadas para a compra, venda e repasse de lotes, pois uma série de exigências urbanas devem ser levadas em consideração antes de se iniciar qualquer tipo de obra em um espaço vazio, ainda que já tenha sido legalmente comprado.

Cuidados ao investir

Outra etapa que pertence ao ciclo do mercado imobiliário é a do aumento de lançamentos, ou seja, quando as novas edificações e residências de um determinado bairro atendem totalmente a demanda encontrada e, com o tempo, acabam, por cair no esquecimento de novo, quando uma nova tendência surge no setor arquitetônico ou da engenharia.

Esse não é um exemplo de um momento ideal para a realização de investimentos financeiros. Além disso, investir em áreas saturadas é um erro que pode custar muito caro para o seu bolso e até mesmo para a sua tranquilidade, pois pouca coisa é mais desgastante que um processo de venda de imóvel que não vai para a frente e estanca por anos a fio.

O investidor pode obter retorno de diferentes tipos de aplicação quando esta é realizada da forma correta e no momento correto. Entre as aplicações mais comuns, estão:

  • Casas prontas;
  • Casas sendo construídas;
  • Loteamentos;
  • Plantas;
  • Edifícios.

O investimento, portanto, deve estar alinhado com as intenções de cada pessoa que o emprega, podendo oferecer o retorno desejado e gerar satisfação.

Isso sem falar no lucro, que pode chegar em um índice bem alto conforme a região de aplicação e a etapa do mercado que ali está sendo conduzida.

Vale lembrar que, os empreendimentos geralmente levam cerca de 5 anos para serem concluídos, de modo que todo investidor precisa, em primeiro lugar, ser dotado da paciência necessária para aguardar o momento certo de realizar a ação mais adequada, promovendo a rentabilidade esperada.