Setor de decoração cresce mesmo durante crise

Não é segredo para ninguém que um dos setores que mais crescem no setor imobiliário é o de reparos e decoração de interiores.

Os serviços que essa área abrange são os mais variados possíveis, e geralmente atendem desde demandas residenciais até as comerciais e industriais.

A prestação de serviços vai desde algumas intervenções mais urgentes, como em casos de crise elétrica ou hidráulica, para não falar no ramo de tubulação e desentupidoras.

Mas também diz respeito a demandas menos urgentes, como a da impermeabilização, que embora seja muito conhecida e requisitada para a área de telhados e lajes, tem se tornado cada vez mais comum de ser aplicada em sofás, poltronas e até colchões.

Seguindo na mesma linha, geralmente esse serviço é acompanhado da higienização de sofá, estofados em geral e dos mesmos móveis ou peças supracitadas.

Nesse caso, o processo não é tão pesado em termos químicos quanto o da impermeabilização, mas o que se busca, igualmente, é algo que não diz respeito somente à estética senão também à higiene e até à saúde dos que frequentam o ambiente.

Tanto que o mesmo serviço é indicado para tapetes e carpetes.

Porém, conforme sobredito e ficará mais claro adiante, tais serviços podem ocorrer por razões exclusivamente estéticas.

Quando é assim, o setor se aproxima mais da arquitetônica e do design de interiores, remetendo sobretudo à parte de molduras e sancas de gesso, cortinas e tapetes, ou ainda paredes e papéis de parede.

Quais as vantagens da impermeabilização?

O setor de decoração e reparos residenciais tem um diferencial incrível: ele tende a crescer quando a construção civil está em alta e despeja novos empreendimentos a toda hora no mercado; mas também quando a engenharia civil está em baixa, razão por que as pessoas tendem a procurar soluções que as permitam morar por mais tempo no mesmo local.

A impermeabilização de colchão, sofás e estofados em geral é apenas um exemplo dessa tendência, no caso aplicada ao ramo moveleiro.

Aqui, porém, trata-se não apenas de uma alternativa para quando o setor de móveis está em baixa, mas de um recurso cada vez mais utilizado e requisitado, graças a seus benefícios e vantagens típicas.

O que o recurso impermeabilizante faz é, por meio de resinas e outros compostos químicos, bloquear os poros do tecido e do estofado como um todo, impedindo que incidentes envolvendo líquidos e gorduras as infiltrem.

E com isso garantindo que a textura e a tonalidade das cores originais da peça resistam por mais tempo.

A melhor parte disso é que, mesmo após impermeabilizado, o produto ainda poderá contar com higienizações, ou mesmo com uma limpeza comum que qualquer dono ou dona pode fazer por conta, especialmente quando operada apenas com aspirador de pó.

Em caso de sujeira líquida, o único cuidado exigido é que a limpeza não seja feita com força e de cima para baixo (o que é dizer: de fora para dentro, o que pode fazer a sujeira entrar no estofado).

Os seguintes móveis/peças podem ser impermeabilizados:

  • Sofás;
  • Divãs;
  • Almofadas;
  • Poltronas;
  • Colchões;
  • Boxes de camas;
  • Banquetas estofadas;
  • Baús estofados;
  • Puffs, etc.

A volta do uso de carpetes e persianas

Na área de decoração propriamente dita, os produtos e soluções mais requisitadas remetem sobretudo ao piso, às paredes e às janelas. Um exemplo clássico desta última é o da persiana vertical blackout.

Aqui é mais perceptível que se fala tanto sobre demanda residencial quanto comercial.

Às vezes um escritório pode precisar não apenas de privacidade, mas de lançar mão, por exemplo, de projetores ou qualquer outro aparelho de multimídia que exige que a iluminação externa não invada o local a cada minuto.

A persiana blackout é bastante inovadora, e tem esse nome justamente porque é capaz de impedir quase que completamente a incidência de luz em uma sala ou cômodo.

No caso residencial, quando instalada em um quarto, por exemplo, as vantagens são ainda mais evidentes.

Outro recurso eminentemente comercial, mas que cada vez mais tem sido adotado em algumas casas, é o do carpete beaulieu.

Ele tem esse nome em função da sua fabricante mais famosa, porém já se popularizou no Brasil e no mundo, e hoje é fabricado por várias indústrias.

Com o crescimento do home office, que é o trabalho domiciliar, não é incomum os profissionais liberais aplicarem essa solução no escritório ou região da casa em que se encontra sua mesa de trabalho.

Fica clara a importância do setor de decoração e das mudanças que ele pode proporcionar a muita gente.