Dicas de instalação e manutenção elétrica residencial

Quando um projeto de construção ou reforma é elaborado, ele é composto de diversas etapas e processos, sendo que cada uma delas é essencial para definir a qualidade do resultado final do que é elaborado.

Assim, é necessário também contar com uma equipe de profissionais qualificadas e com especialidades diversas, a fim de contribuir de maneira correta para o desenvolvimento do projeto.

Dentre as etapas existentes há a de instalação elétrica, que serve para iluminar e fornecer a energia necessária para todos os equipamentos e acessórios que precisam ser utilizados dentro de cada ambiente.

Por isso, as tomadas e demais instalações desse setor precisam ser posicionadas de forma estratégica a fim de serem utilizadas com mais facilidade e eficiência.

Casas

Dentro do projeto desenvolvido para uma casa, é necessário que tenha o projeto elétrico residencial, ou seja, a representação gráfica e escrita de tudo que será elaborado.

No projeto é que serão definidos os pontos de iluminação, interruptores, tomadas, posição do quadro de distribuição de energia, circuitos elétricos e os dispositivos de proteção.

Desse modo, também deve ser considerado todos os dispositivos que serão utilizados pelos moradores da casa.

A execução da instalação eletrica é realizada por profissionais capacitados, com os devidos equipamentos de segurança e seguindo as orientações das normas 5410, que dispõem sobre instalações elétricas de baixa tensão.

Nesse cenário, são levadas em considerações:

  • A quantidade de equipamentos instalados;
  • Seu modelo de voltagem;
  • Número de pessoas que usaram o comodo;
  • As atividades que serão executadas.

Assim, o projeto e sistema elétrico desenvolvido em residencias tem como principal objetivo suprir as necessidades elétricas de cada morador, garantindo segurança, economia e bom funcionamento.

Como é realizada a instalação?

Para que a instalação elétrica seja realizada de forma segura e funcional, é necessário saber alguns conceitos, sendo que o primeiro deles é que as instalações são compostas por um conjunto de componentes elétricos que tem como objetivo proporcionar a utilização de energia.

Nesse momento é importante saber quais fontes de energia serão utilizadas no projeto para realizar as adaptações necessárias.

Nesse cenário, podem ser usados, por exemplo, energia solar, energia eólica ou energia convencional.

Definido isso, é importante saber o que são condutores.

Como o nome sugere, os condutores são fios responsáveis pela condução da corrente elétrica e está disponível em quatro categorias: neutro, fase, retorno e terra.

Cada uma das categorias desenvolve uma função e são aplicadas de acordo com as necessidades das instalações.

Para que as instalações ocorram de modo correto é preciso considerar a planta do projeto, a previsão de cargas e cálculos, os pontos de iluminação e tomadas, definir os locais para que sejam realizadas as ligações elétricas.

Assim, quando o projeto opera com a instalação de elevador residencial em uma casa, o projeto precisa ser alterado para atender a essa demanda que é especifica, diferentemente de prédios que isso já é mais usual.

Ao iniciar o desenvolvimento das instalações, é necessário se atentar para não sobrecarregar os disjuntores e realizar todo o processo de forma segura, utilizando equipamentos e acessórios de qualidade.

Um dos itens primordiais nesse processo é a caixa de entrada de energia, pois por meio dela é que a energia chegará ao quadro de luz e sua distribuição ocorrera.

Nesse local também é instalado o relógio para medir e controlar o consumo de energia e demais equipamentos para garantir o funcionamento da rede elétrica no local de sua instalação.

Cuidados e Proteção

Por se tratar de um trabalho que apresenta um alto grau de complexidade e risco de acidentes que podem ser fatais, é necessário promover a segurança em todas as etapas, desde a construção do projeto a sua pós elaboração.

Alguns aparelhos e dispositivos podem contribuir no processo final, ou seja, eles promovem a proteção em caso de quedas ou inconstância de energia que podem acarretar em danos aos aparelhos.

Um desses aparelhos é a fonte de alimentação de energia que serve para dar mais estabilidade aos equipamentos como computadores e televisões.

Além disso, durante o processo de montagem da rede elétrica, é preciso que o profissional utilize todos os equipamentos de segurança que são exigidos por lei, além de atuarem com as máquinas e equipamentos necessários para ter total condição e controle dos trabalhos desenvolvidos.

Em alguns cenários cabe ainda um treinamento de combate a incêndio para que os profissionais estejam sempre preparados para atuar nas situações mais diversas e atípicas que podem ocorrer durante esse processo.